Les silences du journalisme: actes en ligne

18 mai 2015 par  
Filed under français, português, Publications

Les communications du troisième colloque MEJOR, qui s’est déroulé en mai 2015 autour des silences du journalisme, sont à présent en ligne: http://mejor2015.sites.ufsc.br/?page_id=411.

Os trabalhos do 3º Colóquio MEJOR, que aconteceu em maio de 2015 com o tema dos silêncios de jornalismo, estão agora disponíveis on-line: http://mejor2015.sites.ufsc.br/?page_id=411 .

Read more

Quand la santé devient médiatique

28 juin 2010 par  
Filed under français, Publications

Dominique Marchetti annonce la parution de son ouvrage Quand la santé devient médiatique. Les logiques de production de l’information dans la presse. (Presses universitaires de Grenoble).

Cet ouvrage cherche à comprendre les logiques de production de l’information dans les médias « grand public » à travers l’exemple du traitement des questions de santé.

En s’appuyant sur une longue enquête, l’auteur décrit comment l’information de santé est l’objet d’enjeux non seulement scientifiques mais aussi et surtout économiques, politiques et journalistiques. En effet, ce type d’information était étroitement contrôlé depuis les années 1950 par les autorités médicales et une poignée de journalistes spécialisés. Elle est aujourd’hui davantage soumise aux lois ordinaires de la production de l’information. La montée des affaires médicales et de l’information pratique atteste du poids grandissant des considérations journalistiques, politiques et plus encore économiques. Le basculement s’est opéré à partir des années 1970 et surtout 1980 au cours desquelles la santé a pris une place croissante dans les médias, notamment en raison de «nouveaux » risques sanitaires potentiels ou réels et de transformations touchant différents espaces sociaux.

L’affaire du sang contaminé et des scandales liés au sida, qui font ici l’objet d’une enquête spécifique, illustrent le développement d’une information de santé plus critique à l’égard des pouvoirs médicaux et politiques. Cette étude de cas éclaire ainsi d’un jour nouveau les processus par lesquels une information relativement spécialisée et confinée à des cercles sociaux et professionnels restreints devient au fil du temps une information « grand public » et, par là-même, comment elle se transforme.

ISBN : 978 2 7061 1598 1

I Foro Iberoamericano de Comunicação e Divulgação Científica

Chamada de trabalhos: Submissão de resumos termina em uma semana (dia 30 de setembro)

A Organização de Estados Iberoamericanos para a Educação, Ciência e Cultura (OEI), a Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (AECID), a Fundação Espanhol para a Ciência e Tecnologia (Fecyt), a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), o Conselho Superior de Pesquisas Científica da Espanha (CSIC) e o Instituto ECYT da Universidade de Salamanca convocam para a primeira edição do Foro Iberoamericano de Comunicação e Divulgação Científica, que acontecerá no campus da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), de 23 a 25 denovembro de 2009.
O Foro tratará de questões teóricas, práticas e metodológicas relacionados com a comunicação e a divulgação científica no âmbito do Espaço Iberoamericano do Conhecimento. Os interessados podem submeter seus trabalhos em três eixos temáticos:
Eixo 1. Comunicação científica;
Eixo 2. Divulgação e informação científica e
Eixo 3. Participaçãopública em Ciência e Tecnologia.

Os resumos dos trabalhos podem ser enviados por email, em espanhol ou português, até o dia 30 de setembro. As normas de apresentação podem ser conferidas no site oficial do evento.
As notificações de aceitaçõesde trabalhos serão disponibilizadas no site do Foro até o dia 15 de outubro.
Os interessados podem fazer sua inscrição com valor reduzido, US$100, até o dia 31 de outubro. Depois disso, a taxa é de US$200. Estudantes têm 50% de desconto, pagando US$50 na inscrição feita até 31 de outubro e US$100 depois desta data. As inscrições devem ser feitas aqui
Além da apresentação dos trabalhos aprovados, o I Foro Iberoamericano de Comunicação e divulgação científica realizará também uma série de reuniões e apresentações das instituições organizadoras. Estão igualmente programadas algumas atividades culturais, que deve incluir exposições emostras de filmes ligados à comunicação e divulgação científica.

I Foro Iberoamericano de Comunicação e Divulgação Científica
Quando? de 23 a 25 de novembro
Onde? Unicamp – Campinas (SP)
Submissão de trabalhos: até 30 de setembro.
Notificação de aceitação dos trabalhos: até 15 de outubro
Inscrições: até 31 de outubro (com valor reduzido).
Informações clique aqui.

Curso on-line de jornalismo científico ganha versão em português

27 août 2009 par  
Filed under português, Références en ligne

O curso, em oito lições escritas por especialistas no tema, pode ser usado com proveito por jornalistas profissionais, estudantes de jornalismo e professores. A versão original foi desenvolvida pela Federação Mundial dos Jornalistas Científicos (World Federation of Science Journalists, WFSJ) e pela Rede de Ciência e Desenvolvimento (SciDev.Net).
Cada uma das lições consiste num texto para leitura com exemplos, questões para responder e tarefas a cumprir.
A Lição 2 também contém testemunhos pessoais escritos por jornalistas experientes. Está também disponível um guia do usuário.
A tradução e a adaptação do texto foi realizada por Catarina Chagas e a revisão científica por Luisa Massarani. A versão em português contou com o apoio do Núcleo de Estudos da Divulgação Científica do Museu da Vida Casa de Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz e do Departamento de Popularização e Difusão da Ciência e Tecnologia/SECIS/ Ministério da Ciência e Tecnologia.
A versão em português está disponível aqui.

Novo livro sobre jornalismo científico na América Latina

Se encontra disponível online o livro que compila as memórias das « Jornadas Iberoaméricanas sobre la Ciencia en los medios masivos: Los desafíos y la evaluación del periodismo científico en Iberoamérica« , realizadas em Santa Cruz da Serra, na Bolívia, entre 30 de julho e 3 de agosto de 2007.

O livro foi editado pelas instituições que organizaram as jornadas: Agencia Española de Cooperación Internacional (Aeci), Programa de Ciencia y Tecnología para el Desarrollo (Cyted) e Red de Indicadores de Ciencia y Tecnología (Ricyt/Cyted), com o apoio do SciDev.Net e da Organização dos Estado Americanos (OEA).O principal objetivo do evento foi avaliar a situação do jornalismo científico na região. Participaram um total de 40 profissionais de meios de comunicação e instituições científicas da Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colombia, Costa Rica, Equador, Guatemala, México, Panamá, Peru, Uruguai e Venezuela.

Os responsáveis pela publicação são Luisa Massarani (SciDev.Net) e Carmelo Polino (Ricyt), ambos coordenadores das Jornadas.

O livro pode ser baixado.